Sábado, 23 de Setembro de 2006

Ao longo da vida você aprende que...

 

"...Depois de algum tempo você aprende a diferença, a subtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tão pouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto - e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a perdoá-la.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva um certo tempo para construir confiança e apenas alguns segundos para destruí-la; e que você, em um instante, pode fazer coisas das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e que, de fato, os bons e verdadeiros amigos foram a nossa própria família que nos permitiu conhecer. Aprende que não temos que mudar de amigos: se compreendermos que os amigos mudam (assim como você), perceberá que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou até coisa alguma, tendo, assim mesmo, bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito cedo, ou muito depressa. Por isso, sempre devemos deixar as pessoas que verdadeiramente amamos com palavras brandas, amorosas, pois cada instante que passa carrega a possibilidade de ser a última vez que as veremos; aprende que as circunstâncias e os ambientes possuem influência sobre nós, mas somente nós somos responsáveis por nós mesmos; começa a compreender que não se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que se pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se deseja tornar, e que o tempo é curto. Aprende que não importa até o ponto onde já chegamos, mas para onde estamos, de facto, indo - mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar servirá.

Aprende que: ou você controla seus actos e temperamento, ou acabará escravo de si mesmo, pois eles acabarão por controlá-lo; e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada ou frágil seja uma situação, sempre existem dois lados a serem considerados, ou analisados.

Aprende que heróis são pessoas que foram suficientemente corajosas para fazer o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências de seus actos. Aprende que paciência requer muita persistência e prática. Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, poderá ser uma das poucas que o ajudará a levantar-se. (…) Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido: simplesmente o mundo não irá parar para que você possa consertá-lo. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar atrás. Portanto, plante você mesmo seu jardim e decore sua alma - ao invés de esperar eternamente que alguém lhe traga flores. E você aprende que, realmente, tudo pode suportar; que realmente é forte e que pode ir muito mais longe - mesmo após ter pensado não ser capaz. E que realmente a vida tem seu valor, é, você, o seu próprio e inquestionável valor perante a vida..."

 William Shakespeare


Segunda-feira, 11 de Setembro de 2006

Desafio...

Há momentos na vida em que os ventos mudam e de repente nos vemos obrigados a tomar decisões.
Há momentos na vida que as noticias caiem como água gelada em nossas cabeças.
Há momentos que todos os dias são iguais...
Há momentos que a vida nos propõe desafios…
 
Sim...desafios..., algo aconteceu, algo imprevisível…
No meio deste tsunami que aguardo, preparo-me para uma guerra de forças, entre ventos fortes terei que enfrentar a pior das piores batalhas: Entre elas a maldade humana…
 
Com pena minha, este cantinho, não será postado com tanta frequência, pois terei que concentrar toda a minha atenção e tempo para um dos maiores desafios que há muito espero.
 
Chegou o momento, o momento de voar
O momento de enfrentar e agarrar
Sorrindo
 
Momentos de sofrimento virão
Porém, o sacrifício valerão…
 
Boa Sorte para mim!!
 
Beijocas com muita luz para todos…
Segredos de Khadija!!
sinto-me: na expectativa...
música: A do momento

Quinta-feira, 7 de Setembro de 2006

Uma Lágrima...

Uma lágrima rola no meu rosto, por ti, por mim, por todos
Não estou bem, sofro, a humanidade adoeceu
No meu peito apenas existe um buraco
Pois a tristeza aqui apareceu…
 
Mas que mundo este meu Deus
Onde o respeito é palavra desconhecida
Todos se calcam , todos se pisam
E eu?
Que faço eu neste mundo que não é o meu?
 
Choro…Apenas choro…
 
Como aceitar tanta falsidade?
Prefiro morrer
Não vou aceitar, nem me transformar
Naquilo que jamais eu vou crer…
 
Choro…Apenas choro
 
Que fazer?
Dormir, acordar, brincar com as crianças
Estas ainda nos fazem sonhar
Deixar nas mãos de Deus e
Viver na solidão de meu mundo
Não confiar, apenas
Desprezar..
Pensar…
Deixar…
Sonhar…
chorar...
Segredos de Khadija...!
música: A minha

Sexta-feira, 1 de Setembro de 2006

Toda eu luz...

Toda eu luz, transformada num pequeno ponto branco…a morte assentava-me bem, sentia-me bonita, leve, sem idade…
A minha morte parecia um sonho, algo diferente do que costumava ser a minha realidade, às vezes achava estranho porque não acordava, mas com aquela paz e serenidade quem queria viver?! O que mais me agoniava era não poder comunicar com a vida, ver as pessoas diante de minha alma e não poder tocar, nem falar, ahh mas eu podia sorrir…

Sim sorrir,

Por onde eu passasse com meu sorriso ninguém chorava,

eu sabia que a minha presença sentiam,

pois sorriam…

Comigo levava o melhor sentimento em forma de luz, em cada lágrima que brotava
Um sorriso escapava
Em cada dor que eu presenciava
Um sorriso aliviava…
Seria eu um anjo bom?! – Estava eu a pensar nisto (sim eu também pensava), quando me lembrei de algo de minha vida:

Havia uma pessoa muito querida, que esperava, deitada numa cama, por esta mesma paz que morro agora (não podia ser “vivo”, estou morta, lembram-se?) eu sabia que ela estava na contagem decrescente, como isso me fez sofrer tanto meu Deus, sua partida assim…eu não a ia ver mais, mas eu sabia que ela  ver-me-ia …

Eu sabia que me vias…
Em seu leito meu avô disse-me:

-         Eu sei que vou morrer – Meu Deus como aquilo sangrou meu coração, porque eu também sabia isso…

Eu sabia…
- Não te preocupes vô, depois disso serás meu anjo da guarda que eu sei, e estarás em paz, não tenhas medo vô…! – Disse-lhe eu isto ao ouvido, meu rosto colado ao dele, com uma lágrima presa em meus olhos, ao qual ele respondeu-me:

-         Será miga?? Quem me dera meu Deus!!!

Eu sabia que eras!!

 

E onde andas agora que eu não te vejo, avô meu??

De que côr será tua luz? Aposto que branca tambémJ

 

Ali sentada,

Lembrava-me de pequenas grandes coisas de minha curta vida, de momentos lindos, de feitos únicos, de pessoas boas…

Poucas, muito poucas…

Mas algumas trouxe no coração de minha alma, as suficientes para nunca me ter sentido só, naquela selva que era a vida…

Nesta paz que é a morte…

Serei sim, anjo da Guarda de todas elas, terei sempre o mesmo ombro amigo para dar, transformado numa brisa suave e doce nos seus ouvidos, de forma a tocar seus corações…

Lembrava-me das que perdoei

E amei…

Das que me amaram e odiaram,
Das que não conhecia

E ajudei…
Das palavras que escrevia em textos profundos…e chorava…

Das surpresas que fazia, das frases que dizia…
E das frases que não disse, e diria..
Se a morte não viesse e me levasse …eu viveria…e falaria:

-         A vida é a passagem para a morte, a morte é a recompensa da vida…o teu ansiado sono profundo, a tua paz, por isso não chores porque morri,

Sorri, porque vivi!!!

Segredos de Khadija!!

 

sinto-me: lindamente...
música: A da alma...

.Essência de mim..



fg.jpg


.A minha música

.Últimas essências...

. Deixo-me ir..

. Morri

. momentos da Lua!!

. momentos da Lua!!

. Molhando meu corpo lavo m...

. "só amamos quando nos toc...

. Alicia keys knows

. Essências..

. Alma solitária

. Para uma pessoa especial

. Bom fim de semana

. As flores estão de luto..

. Estou de volta..

. O sono

. O tempo que resta..

. Nada de especial..

. Alma molhada!

. Crónica de uma velhota lo...

. Adeus 2008!

. ...Fechada para balanço.....

. Saudade..

. Blake and White

. Amo-te!

. Pára e pensa na correria ...

. Buddhismo, porque não?

. Deixei de ser parva!!

. Nas asas de um anjo!!

. A vida nas nossas mãos

. Rosas Vermelhas...

. Retiro espiritual

. Para um Anjo especial!

. Dia da Mamy!! (040508)

. Apenas sou a Lua!!

. A Indomável, a Inesquecív...

. Misteriosa Fragrância!!

. O perfume da sombra!

. Um fim de semana no paraí...

. Khadija & Bóris!!

. Sinto-Te!!

. Voltei!

. A minha mamy e eu!

. Também quero...

. Noite de prata

. Alma Solitária...

. Sorriso esquecido...

. Manhã no Porto!!

. Essência de ti

. Completamente apaixonada!...

. Lua Azul

. Lágrima de pedra..

.Essências antigas...

. Janeiro 2012

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.Quantos cuscam Khadija...

Unsecured Loan And Personal Mortgage info for the UK market.
UK Loans

.participar

. participe neste blog